Como montar um empório? Guia completo para ter sucesso no negócio

Quem está se perguntando como montar um empório precisa entender que eles já não são mais como antigamente, aquelas mercearias completas. Hoje em dia, eles são mais especializados, com produtos que muitas vezes não são encontrados em prateleiras de supermercados.

O que antes era um mercadinho de bairro, hoje já tem um nível de sofisticação bem alto e funciona como um “refúgio” para quem está buscando produtos de alto padrão: importados, artesanais, orgânicos, enfim: diferenciados.

E esse é o melhor momento para avançar com essa ideia. Enquanto as grandes redes estão investindo pesado em mercadinhos de bairro, os empórios vão surgindo como uma espécie de “curadoria de produtos” – sempre os melhores e mais seletos para o seu público-alvo.

Você já percebeu esse movimento? Está pensando em montar um empório? Então confira os 5 passos essenciais para você começar. Vamos lá?

1- Defina seus fornecedores antes de montar um empório

Empórios trabalham como minimercados especializados, oferecendo produtos que não são facilmente encontrados em outras ocasiões. É assim que eles se destacam da concorrência e vencem as grandes redes de mercadinhos.

Só que perceba: produtos especializados requerem fornecedores específicos ou com grande abrangência. Não é possível montar um empório sem um fornecedor com um mix amplo. Na verdade, é bem provável que pra começar esse negócio você precise de vários contatos.

Vamos supor que você está montando um empório de cervejas especiais. O primeiro passo é listar alguns rótulos que você já conhece e quer vender. O segundo passo é entender o volume de vendas de cada rótulo – isso vai definir quem é o seu fornecedor primário. E por fim, você vai precisar fazer uma pesquisa junto aos fornecedores e especialistas para finalizar sua lista de produtos.

No caso do nosso empório de cerveja, o terceiro passo incluiria buscar harmonizações para estabelecer uma estratégia de upsell, que nesse caso é necessária até pelo perfil dos clientes. Quem não quer harmonizar aquela weiss com um queijo brie?

Então defina seus fornecedores desde o começo, nem pense em nada antes disso. Eles são o grande trunfo do seu empório.

2 – Defina bem seu local

Montar um empório demanda mais cuidado no local e na arquitetura que uma mercearia de bairro ou um supermercado. Nesses dois últimos, o raciocínio é simples: todo bairro pode ter um mercadinho, desde que eles não fiquem muito perto um do outro.

No empório já é diferente. Primeiro a localização: você deve procurar locais onde seu público-alvo espera encontrar um estabelecimento mais especializado e de alto padrão. Normalmente, empórios ficam mais perto da região central ou em bairros com maior expressão cultural, menos residenciais.

Mas sempre há uma exceção: em bairros de alto padrão de moradia, empórios especializados quase chegam a funcionar como mercadinhos. A diferença aqui é um outro quesito para montar um empório: a arquitetura.

3 – A arquitetura não é a mesma de outros mercados

Montar um empório requer uma arquitetura bem sofisticada para combinar com os produtos que você está oferecendo. Esse ponto é tão básico, mas tão básico, que ele não chega nem a encantar seus clientes. Eles já esperam uma arquitetura interessante assim que passam pela porta. O que eles querem saber é o quão interessante ela é.

A melhor maneira de pensar sobre a arquitetura ao montar um empório é por meio dos profissionais da área. Tenha um bom estudo do seu público-alvo e, através dele, explique para o arquiteto quais são os seus objetivos, o que você está buscando.

É importante que vocês estabeleçam uma comunicação entre as suas necessidades. Isto é, a arquitetura deve contemplar as necessidades dos seus clientes, mas também atender ao “tema” do seu empório.

E é só assim que você consegue entregar elegância e, ao mesmo tempo, usabilidade.

4 – Você precisa de funcionários especialistas

Todo mundo que trabalha com você precisa ser um especialista no que faz e no que o negócio se propõe a oferecer. Esse é o grande diferencial de montar um empório que vai ser reconhecido e bem sucedido no futuro.

Todos os colaboradores precisam conhecer os rótulos, saber o que você vende, quais são seus diferenciais em relação a outros negócios, seu propósito, valores etc. Com isso, a criação de uma cultura de atendimento perfeita se torna possível. E não tenha dúvidas, um bom atendimento encanta seus clientes e os fazem retornar.

E para atingir isso só tem um jeito: treinamento e conhecimento. Estipule uma rotina, apresente seus produtos, faça sessões de degustação e o máximo possível para familiarizar sua equipe. E busque uma contratação inteligente, focada em skills e não em quem aceita tal salário, ok?

5 – Quanto investir?

Essa pergunta é sempre a mais difícil, mas pode ficar tranquilo porque ela não é tão difícil de desvendar!

É muito complicado saber o quanto exatamente você vai gastar ao abrir um empório. Os fatores que determinam os custos de investimentos podem mudar dependendo da localização, qual tipo de empório você quer montar, o tamanho, enfim, a lista de variáveis é grande.

O que dá pra saber, porém, é com o que você vai ter que gastar. Veja a lista e entenda:

  • Você terá despesas com caução de aluguel ou taxas imobiliárias do bairro;
  • Você precisará contratar um designer de interiores ou arquiteto para estruturar o seu espaço;
  • Vai investir um pouco mais em funcionários do que mercearias de bairro costumam investir;
  • Dependendo do produto, o preço para abastecer o estoque pela primeira vez vai ser um pouco mais elevado;
  • Também dependendo do produto, o armazenamento é mais complexo e exige um local de estocagem diferenciado;
  • O investimento em marketing é necessário para acelerar seu ROI (o famoso Retorno do Investimento).

Há outros pontos, como o seu mobiliário, que é uma questão muito importante tanto para as finanças quanto para entender a lógica por trás deles. Veja a gôndola, por exemplo, você sabe como montar?

Se você já está no ramo, com certeza vai concordar comigo que a disposição dos produtos na gôndola afeta diretamente as vendas, não é? Ainda mais quando você trabalha com um catálogo mais selecionado, toda venda faz a diferença.

Veja também

Nova regra para cheques dev...

Informamos que o Banco Central do Brasil, em sessão realizada em 22 de setembro de 2020, com base no art. 11, inciso VI, da Lei nº 4.595, e no...

veja mais

Semana da Segurança Digital...

No post de hoje, compartilhamos dicas da Febraban que todos poderão utilizar para construir suas mensagens de conscientização para colaborador...

veja mais

Você já conhece o Pix?

O novo jeito de realizar pagamentos instantâneos A gente te conta tudo o que você precisa saber sobre essa nova opção para realizar pagamentos...

veja mais

Uniformes profissionais são...

Uniformes profissionais: usar ou não usar? Muita gente prefere deixar de lado a vestimenta padronizada nas lojas e acaba optando por um dress code...

veja mais